Como não perder os talentos de sua empresa para a concorrência

  • 0

Como não perder os talentos de sua empresa para a concorrência

Category : Gestão , Suporte Técnico

 

Muitas empresas enxergam a retenção de talentos como um grande desafio e até acreditam não serem capazes de competir com grandes concorrentes na questão de manter seus melhores funcionários. Este é um grande engano! Se souberem trabalhar bem determinados pontos, sua empresa pode manter seus talentos. Em um mercado tão aquecido e competitivo quanto o de tecnologia esta é uma questão fundamental. Manter talentos é fundamental para o crescimento da empresa.
Comece com o pé direito

O salário, os benefícios e a maneira que a empresa trabalha influenciam muito na permanência de um funcionário, contudo, o tratamento e o bem-estar no ambiente profissional pesam quando a questão é mudar de emprego, como destaca a Janete: “Humanização, ver a pessoa como um ser humano, assim que o funcionário quer ser visto, por suas competências técnica e pessoal”.

Por isso o Café Partner Brasil conversou com a professora Janete Teixeira Dias, coordenadora da área de Gestão de Carreiras da FIAP – instituição de ensino especializada em Gestão e Tecnologia da Informação. Segundo a especialista, o processo seletivo deve ser bem trabalhado pela empresa para que problemas futuros como insatisfação, desistência e gastos sejam evitados. Escolher os locais nos quais divulgar as vagas também é fundamental, pois nesse momento é feito um afunilamento dos perfis disponíveis no mercado facilitando a identificação dos profissionais mais adequados à vaga. De acordo com a professora Janete, a empresa precisa estar certa do perfil do colaborador que procura e das funções que serão remetidas a ele. Se no começo esse procedimento for feito da melhor forma, aumenta a chance de uma contratação de sucesso.
As empresas têm que se preocupar em tratar os funcionários como colaboradores, não apenas como mais um número em sua folha de pagamento. Além disso, devem promover uma boa relação entre empresa e funcionário. “É importante reforçar o vínculo, muitas vezes o colaborar não se sente pertencente do grupo. Promover uma maior interação e um bom ambiente faz com que as pessoas tenham vontade de ir à empresa”, afirma a especialista. A transparência no relacionamento entre chefia e os funcionários é outro ponto essencial para que o trabalho flua em equipe e que essa aproximação traga bons resultados.
Cartas na mesa
O profissional precisa sentir que tem futuro no lugar onde trabalha, esse é um fator que colabora na retenção de talentos. “Alguns procedimentos são desejados como o feedback, que além de reconhecer o trabalho e os resultados, serve para estabelecer desafios. Por meio deste mecanismo você desperta no colaborador o desejo de melhorar, almejar coisas novas. Essa avaliação de desempenho é muito favorável”, afirma.
Outros estímulos como ginástica laboral, bolsas de cursos de línguas e profissionalizantes ou eventos de confraternização fazem a empresa ser vista como aliada à sua equipe e isso melhora a imagem interna da empresa. E esses tipos de investimentos não são altos porque tudo pode ser ajustado, enfatiza a professora.
Os conselhos ditos pela especialista reforçam a importância de estabelecer uma harmonia entre empresa e funcionário. Essa é uma responsabilidade que deve partir do empreendedor.

Leave a Reply